Home Quem Somos Opinião Contactos
Viniportus » Cultura e história
Conheça tudo sobre a história do vinho na região do Douro e dos Vinhos Verdes: os acontecimentos mais marcantes, as datas importantes e também algumas curiosidades sobre os Vinhos Verdes e os vinhos do Douro.
Data-a-data: Douro e Porto;   Vinhos Verdes;  
Tema-a-tema: Douro e Porto;   Vinhos Verdes;  
Curiosidades de Douro e Porto
Sabia que o vinho do Porto é produzido em Trás-os-Montes?
O vinho do Porto é produzido na Região Demarcada do Douro, região situada no interior norte de Portugal. A denominação ''do Porto'' explica-se pelo facto do vinho ser comercializado a partir do porto situado entre a cidade do Porto e Vila Nova de Gaia.
Sabia que o vinho do Porto é envelhecido em Vila Nova de Gaia?
Na zona de Vila Nova de Gaia as temperaturas têm uma variação mínima ao longo do ano, por isso apresentam as condições ideias para o envelhecimento lento e controlado do vinho do Porto. Até há pouco tempo o vinho do Porto era transportado através do rio Douro em pequenos barcos chamados barcos rabelos. Uma forma de fugir aos impostos que tinham de ser pagos na altura do desembarque das mercadorias no Porto, era descarregar o vinho em Vila Nova de Gaia, onde as taxas de imposto eram menos elevadas. Assim, este factor económico também contribuiu para a instalação das caves em Vila Nova de Gaia.
Sabia que o tinto mais mítico de Portugal é produzido no Douro?
O Barca Velha é um vinho tinto criado por Fernando Nicolau de Almeida em 1952. É produzido apenas em anos excepcionais e com uvas provenientes de zonas quentes e uvas originárias de videiras plantadas em altitudes elevadas (de menor grau alcoólico e de acidez mais elevada). Antes de ser colocado no mercado, passa por um período de estágio em garrafa que dura, pelo menos sete anos.
Sabe qual é a casa que produz o vinho do Porto mais caro do mundo?
O vinho do Porto mais caro e mais raro do mundo é produzido pela Quinta do Noval. O seu Porto Vintage Nacional é produzido poucas vezes e sempre em número limitado (200 a 250 caixas). Uma das suas particularidades é o facto das uvas serem provenientes de videiras plantadas sem porta-enxertos, muito antigas e raras na região.
Sabia que a região do Douro foi uma das primeiras regiões demarcadas do mundo?
No final do século XVIII, 75% da produção de vinho do Porto era exportado para Inglaterra e para impedir fraudes, criou-se em 1756 a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro. Este organismo tinha como principais competências fazer a limitação da região e registo das vinhas, classificar os vinhos de acordo com a sua qualidade e estabelecer determinadas práticas vitivinícolas na região. Era o nascimento de uma das primeiras região demarcada do mundo.
Sabia qual é a relação entre o inglês Lord Nelson e o Vinho do Porto?
Reza a lenda que Lord Nelson descreveu, com o dedo molhado em Vinho do Porto, o plano da sua vitória em Trafalgar.
Sabia que durante muito tempo, para os ingleses, vinho era praticamente sinónimo de ''Porto''?
A assinatura do Tratado de Methwen em 1703 definiu que a Inglaterra beneficiaria de taxas aduaneiras menos elevadas aquando da aquisição de Vinho do Porto. Assim, foram exportados muitos litros de vinho do Porto, aumentando a sua popularidade em Inglaterra.
Curiosidades de Vinhos Verdes
Sabia que as corporações religiosas foram as principais guardiãs da maior parte das terras cultivadas nesta Região?
O mais antigo documento escrito que se conhece, data de 870 d.C., e pertenceu ao cartório do Mosteiro de Alpendurada, no Marco de Canavezes. Todas estas corporações religiosas preocupadas com a gestão dos seus domínios, deixaram testemunho escrito muito proveitoso para a recolha de subsídios para o conhecimento da economia vitivinícola nesta Região.
Sabia que a partir do século XII a cultura da vinha na Região do Entre Douro e Minho teve grande desenvolvimento?
O incentivo à plantação da vinha justifica-se através de vários documentos emanados também da coroa, como bem o comprova o foral concedido por D. Afonso I aos homens de Bouças, em 1172, onde declarava que a plantação de vinhas estava isente de qualquer foro durante cinco anos e após esse período o foro correspondia à sexta parte do vinho colhido.
Sabia que a Inglaterra pagou uma fortuna por ''Vinho Verde''?
Em 1295, a Inglaterra pagou três libras por uma pipa de ''Vinho Verde'' cujo destino era as cerimónias de entronização de um bispo britânico.
Sabia que os primeiros vinhos exportados para Inglaterra foram os ''Verdes''?
Os primeiros vinhos exportados eram, provavelmente, oriundos da zona de Monção e da Ribeira Lima, e a sua transacção era efectuada através da barra de Viana de Castelo, durante o reinado de D. Afonso IV (1353). Mas foi sobretudo a partir do século XVII que as exportações de ''Vinho Verde'' para Inglaterra se tornaram regulares.
Sabia qual a razão para designar de ''Verde'' o vinho produzido na região do Entre Douro e Minho?
Ainda não há certezas acerca da origem do nome ''Vinho Verde''. Alguns dizem que se denominou assim devido às suas características, como por exemplo, a acidez e a frescura, especificidades dos frutos ainda verdes. Por outro lado, alguns afirmam que se designou de ''Verde'', devido ao facto de ser produzido na região portuguesa com uma grande área de vegetação e por isso, muito ''verde'' mesmo no Inverno.
Sabia que a filoxera, um mortal parasita, destruiu quase na totalidade os vinhedos da Europa central?
O Entre-Douro-e-Minho foi das regiões menos afectadas, tendo-se motivado até alguma prosperidade, intensificando-se as exportações, sobretudo para França, através da fixação de feitorias que supriram, deste modo, as carências dos vinhos franceses. A praga foi vencida fazendo-se uso de porta-enxertos.
Copyright Porto Digital 2006 - Todos os direitos reservados