Home Quem Somos Opinião Contactos
B.I. da peÇa

Estátua do Conde de Ferreira

Onde estou
Outras PeÇas em destaque
Descrição
Retrato de um homem de meia-idade, de frente e em pé junto a um pedestal, envergando farda com insígnias, onde se distingue um colar com a venera da Ordem de Cristo. Estas insígnias são símbolos da sua acção humanitária.
No plano técnico salienta-se a natureza vibrátil do modelado, em especial na face. A farda mostra um acabamento impecável e preocupação pelo rigor histórico. Além do realismo da interpretação, a obra apresenta uma composição notável de equilíbrio entre volumes.
A obra está assinada e datada na base, à direita: «A. Soares dos Reis 1877».
ColecÇÃo
Escultura
Data
1877
Medidas
Altura: 280 cm
Largura: 82 cm
Profundidade: 74 cm
NÚmero de inventÁrio
Dep. 373 Esc MNSR
Núcleo
Escultura Século XIX/XX
Autor
António Soares dos Reis ( 1847 - 1889 )
Proveniência
Depósito da Celestial Ordem da Trindade em 1943.
Obra destinada ao Cemitério de Agramonte (Porto), para o mausoléu de Joaquim Ferreira dos Santos, secção da Ordem da Trindade; em depósito no MNSR desde 1943 (por troca de uma reprodução em bronze).
Materiais
Mármore de Carrara
A destacar
Nesta obra monumental Soares dos Reis primou por uma interpretação realista do personagem, que explorou numa composição notável, quer pelo equilíbrio de linhas quer pelo rigor na articulação de volumes. Salienta-se a natureza vibrátil do modelado, extraordinária na região da cabeça e, em especial, na face e mãos. Sendo uma das primeiras representações da corrente realista em Portugal, a obra é considerada como obra-prima da estatuária nacional, razão pela qual o seu modelo em gesso está classificado, desde 2006, como «Bem de Interesse Nacional».
Copyright Porto Digital 2006 - Todos os direitos reservados