Home Quem Somos Opinião Contactos
B.I. da peÇa

Escritório de banca

Onde estou
Outras PeÇas em destaque
Descrição
Apresenta uma exuberante decoração vegetalista, todas as faces e gavetas têm uma decoração distinta com variantes de espécies botânicas, como flores de laranjeira, cerejeira e crisântemos. Na face superior e acentuando o carácter naturalista figura um pássaro de asas e bico aberto, aparentando comer um fruto. As ferragens em cobre dourado são dispostas nos cantos para protecção do móvel e são gravadas com tema floral simplificado. Nos escudetes das gavetas tem a forma de flor de margarida.
A forma cúbica, com interior dividido em gavetas e argola superior de transporte faz parte de uma tipologia comum entre o mobiliário ocidental da época e desconhecido no Japão antes da chegada dos Portugueses em 1543.
ColecÇÃo
Mobiliário
Data
Final do séc. XVI (Período Momoyama)
Local execução
Japão
Materiais
Madeira lacada de cor negra; pó de ouro e outros metais; incrustações de madrepérola; ferragens em cobre dourado e em prata.
Função
O escritório de banca, pousado sobre uma banca ou mesa, constituía uma peça de mobiliário destinada à escrita, utilizando-se para tal a tampa de abater.
Núcleo
Arte Oriental
Autor

Desconhecido
Proveniência
Colecção Moreira Cabral, 1911, Museu Muncipal do Porto.
Medidas
Altura: 25 cm
Largura: 23 cm
Profundidade: 24 cm
Técnicas
Laca do Japão (uruxi) com incrustações de madrepérola (raden) e decoração com pó de ouro e outros metais (maqui-é).
NÚmero de inventÁrio
40 Mob CMP/MNSR
A destacar
Este pequeno escritório distingue-se pela qualidade da laca e ornamentação, o que se deve provavelmente ao facto de corresponder a um início de produção de lacas Namban, pois peças mais tardias revelam uma manufactura apressada com decoração mais estereotipada.
Copyright Porto Digital 2006 - Todos os direitos reservados